ArabicEnglishPortugueseRussianSpanish
ArabicEnglishPortugueseRussianSpanish
tipos de solo no brasil - ourogran

Tipos de solo no Brasil e o impacto da diversidade na agricultura

Conhecer os diferentes tipos de solo no Brasil é fundamental. Afinal, trata-se de um recurso natural extremamente valioso para o setor agrícola, que fornece os nutrientes e as condições necessárias para que as culturas se desenvolvam.

Para você ter uma ideia, o Brasil ocupa o 4o lugar no ranking mundial em extensão territorial. Em decorrência dessa característica tão marcante, observam-se diversos tipos de solo distribuídos no território.

Assim, somada ao clima predominantemente tropical, essa versatilidade torna o país um dos gigantes na produção agrícola mundial, permitindo o cultivo de culturas diversificadas e cheias de qualidade. 

No entanto, a maioria dos agricultores sabem que nem todo solo se encontra 100% preparado para receber as sementes e começar a germinar, certo?

Portanto, para obter o máximo de produtividade na lavoura, é preciso lançar mão de ações corretivas, uso de adubos, técnicas de aragem e outras práticas de acordo com cada tipo de solo. 

Neste artigo, vamos apresentar as principais características de cada um, mostrar quais são os ideais para plantio e como enriquecer os solos que, naturalmente, não apresentam boas condições para produção.

Boa leitura!

Quais são os principais tipos de solo no Brasil

Existem diversos tipos de solo no Brasil. Afinal, nosso país é continental e há diferentes padrões de climas, relevos, organismos e materiais de origem espalhados em seu gigantesco território.

Você pode se aprofundar em todas as particularidades no site do Sistema Brasileiro de Classificação de Solos (SIBCS). Abaixo, preparamos um resumo das principais características abordadas pela entidade. Confira: 

Cambissolos

Refere-se aos solos em fases iniciais de desenvolvimento. Além disso, são amplamente distribuídos, mas alcançam apenas cerca de 2,5% do território nacional.

Chernossolos

tipos de solo no brasil - chernossolo - ourogran

Trata-se de um tipo de solo altamente fértil, com boa agregação de argila, camada superficial escura e densa. Ocorre mais no Sul e no Nordeste. No entanto, ocupa apenas 0,5% do Brasil. 

Espodossolos

Pobre e ácido, tem areia predominante na composição, alto acúmulo de alumínio e de matéria orgânica. Distribuído pela costa e pelo oeste da Amazônia, ocupa 2% do território do país.

Latossolos

Têm estrutura de grãos, textura argilosa e passaram por diversas transformações durante sua formação. Estão em quase todo o território nacional, com 39% de extensão. 

Gleissolos

Predominantemente argilosos, são associados às proximidades de cursos d’água, têm composição variável e ocupam 4% do território, estando no Norte, Sudeste, Sul e Centro-Oeste.

Luvissolos

Geralmente são rasos, têm altos teores de argila e são mais presentes no Nordeste. Ocupam, aproximadamente, 3% da área territorial brasileira. 

Neossolos

São solos jovens, com ação reduzida de fatores de formação e com grande presença de materiais orgânicos ou minerais. Têm 15% de ocorrência no território nacional. 

Vertissolos

Com alto teor de argila na parte subsuperficial e superficial, estão em 2% do território, na zona seca do Nordeste, Campanha Gaúcha, Pantanal Mato-grossense e Recôncavo Baiano. 

Plintossolos

Têm plintita, que é uma condição destacável da matriz do solo. São mais presentes no norte, mas podem ser encontrados no Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste, com 6% de extensão.

Planossolos

Têm alto volume de argila na subsuperfície. Frequentes no Nordeste, Pantanal e Rio Grande do Sul, ocupam 2% da área nacional. Quando secos, são duros e têm baixa permeabilidade. 

Nitossolos

Os nitossolos são bem drenados, moderadamente ácidos, fertilidade variável, textura argilosa e cor avermelhada. Predominantes no Sul e Sudeste, estão em 1,5% da extensão brasileira.

Argissolos

São aqueles com teor maior de argila nas camadas subsuperficiais. São encontrados em quase todas as regiões do país e representam aproximadamente 24% de sua superfície.

Como preparar o solo para uma cultura?

Em geral, os tipos de solo no Brasil mais indicados para plantio são aqueles com texturas argilosas ou médias. Apesar de serem ideais para a maioria das culturas, evidentemente há outros critérios a serem observados.

Afinal, cada tipo de planta demanda características específicas de umidade, temperatura, profundidade de terreno, entre outras particularidades, para que se desenvolva com qualidade.

Portanto, esses também são outros fatores importantes.

Nesse sentido, mesmo solos com pouca fertilidade podem ser usados para o cultivo se a região ou as técnicas de manejo forem propícias. Para isso, ele deve ser enriquecido com os nutrientes necessários.

Esse processo é feito por meio de fertilizantes, que são essenciais para elevar a produtividade dos solos, viabilizar seu manejo, mantê-los férteis e garantir a qualidade desejada para os alimentos plantados.

Gostou de conhecer os tipos de solo no Brasil? A Ourogran é especializada em fertilizantes agrícolas e oferece soluções para todos os tipos de culturas.

Então, se você quer potencializar seu rendimento e lucratividade, entre em contato conosco e saiba mais sobre nossos produtos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cotação dos Grãos

Está gostando? Compartilhe!

Se cadastre em nossa newsletter.

Fique por dentro das últimas notícias do mundo do agronegócio, suas tendências e novidades.

Jamais iremos te mandar spam!

Veja também:

Fertilizantes

Tendências agro 2021: saiba como inovar no setor

Depois de vivenciar o ano mais turbulento da história do país, as pessoas anseiam por 2021. No entanto, este ano começou na segunda onda de covid-19 em muitos países incluindo o Brasil, mas pelo menos 5 anos de vacinas estão prontas para serem usadas em todo o mundo.

Leia mais >